Login

Register

Login

Register

Envios até 8 dias úteis após a encomenda (Em Portugal Continental, Madeira, Açores e outros países)

A “Dhika” do Rui EP20: 5 números que marcaram o Clinic Internacional de Cantanhede 

Junho 30, 2023

5 números que marcaram o Clinic Internacional de Cantanhede 

 

| Crónica Desportiva por Rui Alves

 

Na ressaca do Clinic Internacional de Formação dirigido a treinadores de basquetebol, que teve lugar, uma vez mais, em Cantanhede, deixamos alguns números que marcaram o evento.

 

1. Um homenageado – Prof. Jorge Adelino Soares. Numa cerimónia emotiva conduzida pelo Prof. Jorge Fernandes e Prof. Mário Gomes, cerca de 500 pessoas aplaudiram de pé o mais recente “Prémio Carreira”. Esta crónica, e mais dez, iam ser poucas para enumerar o extenso currículo e os contributos que levaram a que este treinador de referência fosse merecidamente reconhecido. Como era de esperar, as palavras que o Prof. Jorge Adelino nos deixou foram, permitam-nos, muito ao seu jeito, referindo que o Basquetebol é muito mais do que uma modalidade… é uma oportunidade de criarmos relações muito fortes, entre todos, independentemente do agente que somos ou da cor clubística que representamos. Tudo dito!

 

6. Foram seis os preletores deste Clinic. David Jimeno, técnico com responsabilidades na “cantera” do Club Joventud de Badalona, brindou-nos com temas que são de trabalho comum nas diferentes equipas da formação do clube catalão. Lluis Riera, também da mesma escola mas com um input extra de experiência de alto rendimento, fez talvez as apresentações mais “fora da caixa”, chamemos-lhe assim. E dizemos isto como um enorme elogio. Pena é que os treinadores, por defeito, sejam normalmente resistentes à mudança, às novidades, às tendências. Se é bom evitar modas, pouco ou nada sustentadas, é melhor ainda estarmos abertos e sensíveis à evolução do próprio jogo e dos métodos para o ensinar. O Prof. Sérgio Ramos foi a prova que o facto de termos preletores espanhóis não é porque os nacionais sejam piores, é apenas pelo sentido de oportunidade e pela distância. Juntamente com o Prof. Mário Gomes, apresentaram uma pequena parte do que é o documento com as orientações técnicas nacionais, cuja leitura se recomenda a quem quiser treinar jovens em Portugal. Houve ainda tempo para o Prof. Rafael Vaz apresentar uma proposta metodológica para o treino da preparação física e a Dr.ª Ana Vieira dinamizar um workshop onde explicou o funcionamento da nova plataforma de formação da FPB, em parceria com a empresa Gnosies.

 

7. É difícil de acreditar que foram apenas sete elementos da FPB que conseguiram organizar um evento tão massivo. Mas imaginamos que tudo se torna mais fácil quando se tem um parceiro como o município de Cantanhede, uma seleção nacional tão disponível para a difícil tarefa das demonstrações e um conjunto de treinadores coordenadores de estágio prontos para todo o apoio.

 

29. É a percentagem de treinadores presentes no clinic dentro do universo dos 1660 treinadores no ativo em 2022/23. Se contabilizarmos apenas o target principal desta ação, ou seja, treinadores de grau 1 e grau 2, a percentagem de presença ao clinic sobe para uns avassaladores 34,4%.

 

482. Quatrocentos e oitenta e dois treinadores fizeram o check-in no clinic. É o número que resulta da soma dos 255 treinadores estagiários presentes (188 de grau 1 e 67 de grau 2) com os 227 que não estavam em estágio. 227 é aquele número para memorizar quando estivermos numa daquelas conversas em que alguém diz “mas ao clinic vai muita gente porque é obrigada”. De facto, não foi o caso. Mas voltemos ao total dos 482… Haverá algum país do mundo que consiga reunir numa formação um terço dos seus treinadores? Duvido!

 

Falar Agora
Olá! 👋 Tens alguma questão? Envia-nos uma mensagem. Temos todo o gosto em ajudar!